O lado sujo da Igreja Católica e o envolvimento na Operação Lava Jato

Eis que a Igreja Católica reaparece, agora, imersa no centro do maior esquema de corrupção que já se teve notícia no Brasil: a operação Lava-Jato.

Não bastou o banco do Vaticano estar envolvido com a máfia e com lavagem de dinheiro.

Não bastou a Igreja ter sido um oásis da prática de pedofilia, como foi documentado no filme Spotlight.

Não bastou o ex-Presidente do PSC (Partido Social Cristão) usar o fundo eleitoral para fins de bancar a prostituição.

Agora, no Brasil, até a Igreja Católica, está imersa na Lava-Jato.

O valor da cifra?

A "módica quantia" de R$ 52 MILHÕES!

Isso, salientamos, o que se descobriu.

Não quero nem imaginar o que se está por descobrir.

"Ave Maria"!

"Jesus Cristo"!

Quanta podridão.

Jesus Cristo pregava de sandálias, não tinha os palácios decorados com ouro que o Vaticano tem, nem a fortuna que muitos "donos de Igrejas", travestidos de "pastores" fizeram, transportando sacos de dólares de helicóptero.

Que me consta Jesus Cristo tudo compartilhava e falava iluminado pelo sol ou pela luz de um teto de estrelas.

É uma pena, uma grande pena, e também um crime, constatar a deturpação da religião, para servir de instrumento de dominação das massas, para o acúmulo de poder visando fins abjetos.

Isso, certamente, não tem nada de Cristão.

Nota da Redação: Matéria da Revista Época sobre o assunto pode ser visualizada neste link: EX-PADRE PARTICIPOU DE DESVIO DE R$ 52 MILHÕES ENVOLVENDO A IGREJA NO RIO DE JANEIRO

Pedro Lagomarcino

Advogado em Porto Alegre (RS)

Comentários

Leia mais...