Bolsonaro repete padrão estratégico que confunde os inimigos e o fez chegar onde chegou

Por que o presidente escreve nas palmas das mãos?

Bolsonaro repete um padrão estratégico que confunde os inimigos e o fez chegar onde chegou. Eu explico:

Numa entrevista dada à uma emissora de TV, Bolsonaro escreve algo em sua mão, possivelmente um tema que ele gostaria de abordar, nada de mais, coisa comum, mas como tudo o que ele faz gera polêmica, isso virou manchete nos sites: "a cola de Bolsonaro".

Perspicaz, na outra semana aconteceria uma sabatina no Jornal Nacional, o que ele fez?

Previsível, não é? Hoje entendemos que sim.

Ele escreve na mão 3 palavras porque sabia que a internet especularia o assunto.

No dia seguinte vimos a foto da mão rabiscada em todos os sites e podemos ler o que ele tinha escrito, opositores questionaram quão burro é um homem que escreve nas palmas das mãos para não esquecer, mas a pergunta era outra: "quão burro é um homem que ajuda a espalhar a propaganda política de seu opositor?".

DEUS - FAMILIA - BRASIL

Era o que estava escrito na palma de sua mão.

É tipo a Pepsi tentar fotografar a fórmula secreta da Coca-Cola e encontrar escrito "Todos os ingredientes que a Pepsi não usa."

Vemos esse padrão de comportamento novamente se repetindo depois de eleito.

Ele sabe que todas as suas atitudes serão potencializadas e replicadas até chegarem aos olhos e ouvidos do resto do mundo, então mais uma vez Jair "escreve na palma da mão" e a imprensa espalha que o presidente deu super poderes para o ministro Sérgio Moro, mas quando recebeu críticas de seus eleitores quanto uma nomeação feita pelo ministro, o presidente mandou o ministro exonerar.

De que forma o mundo interpreta isso?

Temos brasileiros fora do país dando entrevistas cercado de seguranças, fazendo o teatro de "exilado político" com medo da ditadura militar que está instaurada no Brasil. Como assim "ditador"?

Já viram um ditador convidar um membro da oposição para o diálogo?

Já viram um ditador voltar atrás quando a decisão não é bem aceita pelo povo?

Ditadores não se rendem à pressão popular!

A imprensa e a oposição estão perdidos no dilema "Bolsonaro é DITADOR ou é REFÉM DAS REDES SOCIAIS?" ainda não sabem como conceituá-lo e do que irão acusá-lo, porque os dois conceitos num homem só é impossível.

Não conseguem perceber o básico:

Bolsonaro quer manter o apoio popular que lhe rendeu milhões de votos. Ele não tem obrigação de agradar a oposição e a imprensa, ele só quer agradar quem o fez chegar ao poder, os demais ele conquista aos poucos, provando que tudo o que falaram dele era só um temor político.

DEMOCRACIA - PODER - POVO

É o que ele tem escrito nas palmas das mãos.

Espalhem!

Raquel Brugnera

Pós Graduando em Comunicação Eleitoral, Estratégia e Marketing Político - Universidade Estácio de Sá - RJ.

Comentários