A natureza do cínico...

Ler na área do assinante

Cínico não sente a nossa dor. Não conhece o amor. Não respeita fronteiras, medidas ou limites.

Não se importa com nada que não seja do seu interesse.

É um amoral que afronta ostensivamente e sem limites éticos todas as convenções e conveniências de honra, integridade ou nobreza sociais.

O cínico é um frio!

Indecoroso, indiscreto, desonesto.

Não conhece a integridade. É um doente. E como tal deve ser tratado. Com respeito humano incondicionalmente! Mas sem flexibilização nos seus atrevimentos ou anistia das suas má-condutas pessoais.

Sempre que pode, ou quando pode, o cínico revela seu mau caráter. Pouco importa a hora ou o lugar!

Não podemos dar autoridade para que esse “tipo” nos tire o sentimento de humanidade ou a nobreza de amar ao próximo.

Foto de Luiz Carlos Nemetz

Luiz Carlos Nemetz

Editorialista do Jornal da Cidade Online. Advogado membro do Conselho Gestor da Nemetz, Kuhnen, Dalmarco & Pamplona Novaes, professor, autor de obras na área do direito e literárias e conferencista. @LCNemetz

Ler comentários e comentar