Esculhambação ou oposição?

Nunca dantes na história deste país se viu uma oposição a um governo como a que vemos hoje, assombrados.

É só esculhambação.

Antes mesmo de ser eleito, o candidato contrário aos delírios da esquerda é esfaqueado em praça pública.

A chamada 'oposição’, a partir daí, faz de tudo, menos propor projetos de governo alternativos ao que chamam de 'governo fascista.’

A 'resistência’, alardeada por caetanos e haddads, acabou queimando antes mesmo do chuveiro ser aberto.

Jean Willys, um de seus heróis, bateu as asinhas de libélula pirada e se mandou. Foi morar na Europa pra fazer oposição.

Outros, como a filosofa Marcia Tilburi ameaçam fazer o mesmo, como se alguém fosse sentir sua falta.

Outro pirado, o cachaceiro Zé de Abreu, se juntou a outro cachaceiro, Fábio Assunção para, seguindo orientação de mais um cachaceiro, Lula da Silva, ter a brilhante ideia de se auto proclamar presidente do Brasil.

Cópia enviesada de Juan Guaidó, da Venezuela, que ao menos em teoria nada tem a ver com a esquerda.

Esquerdinhas copiando direita é coisa feia, mas nada anormal.

Em seu delírio etílico, Zé proclamou Marielle, a vereadora morta como sua primeira dama. Coisa impossível de acontecer mesmo se estivesse viva, convenhamos. Não era a praia de Marielle, ao que sabe, ser dama.

Segundo os cabeças de camarão, Marielle vive.

Ao contrário de seu motorista, claro, que não era gente e morreu mesmo.

De útil ou proveitoso, não se vê nada. Niente.

Afinal, não se pode chamar de oposição a conspiração de toda uma parte podre da imprensa, inventando fake news all time e espalhando no já esmerdeado ventilador brasileiro.

É só conspiração mesmo, e da pior espécie, aquela do tipo 1, que foi a marca, por exemplo, de Michel Temer, o conspirador de porão.

Ou a tentativa fracassada da ‘jornalista’ do Estadão que viu seu áudio esculhambando Bolsonaro divulgado.

Essa é a brilhante ‘oposição’ que se vê, composta por jornalistas ocupados em inventar mentiras para sobreviver e se protegendo quando pegos com a boca na botija, tirando o povaréu de otário.

Melhor que seja assim.

Melhor para Bolsonaro e seu governo.

Porque, havendo uma oposição séria, haveria motivos para preocupação.

Mas não há, realmente.

Essa oposição esculhambada só dá motivo mesmo é pra piada.

Marco Angeli Full

Artista plástico, publicitário e diretor de criação.

Comentários

Leia mais...