A delação premiada dos assassinos de Marielle

Sérgio Moro oferece delação premiada aos dois presos por matar Marielle

Encontraram armas, carros importados e explosivos, além de rastrear os rastros digitais no celular do assassino que pesquisou a agenda da vítima há cinco meses antes da morte, pesquisou também, a vida de Marcelo Freixo e do interventor militar General Braga Netto.

O assassino estava contra o PSOL e contra os Militares.

Esta delação pode desmontar um aparato muito maior do que estamos conseguindo enxergar, vai além de polícia x bandido, ou, direita x esquerda. Existe um "terceiro poder" que tem facilidade de transitar em ambos os lados.

Raquel Brugnera

Pós Graduando em Comunicação Eleitoral, Estratégia e Marketing Político - Universidade Estácio de Sá - RJ.

Comentários

Leia mais...