A imagem que retrata o desamor e a psicopatia de Leandro Boldrini

Por uma mulher devassa, o médico abriu mão de todo amor que poderia oferecer ao filho.

No dia do crime Graciele tinha um encontro com um amante em Frederico Westphalen.

Antes, porém, resolveu dar um fim a algo que a incomodava. A convivência com o enteado.

Enganou o menino, oferecendo o fatídico passeio para bem longe de Três Passos.

Nesta sexta-feira (15), a Justiça foi feita e Leandro e Graciele foram condenados pelo crime que cometeram.

Decisão unânime do Tribunal Popular do Júri da pequena cidade gaúcha.

A imagem abaixo é a clara demonstração do sofrimento do ‘anjo’, enquanto viveu. O pai, um crápula.

da Redação

Comentários