Toffoli terá coragem suficiente para incluir o ministro Barroso no inquérito?

A portaria 69/2019 do presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), além de eivada de ilegalidades, para ser cumprida à risca teria que começar ouvindo os próprios ministros.

Senão vejamos o que declarou o ministro Luis Roberto Barroso em entrevista concedida ao jornal Folha de S.Paulo em setembro de 2018:

"Menos de 1% dos presos do sistema está lá por corrupção ou por crime de colarinho branco. Tem alguma coisa errada nisso. E ainda assim, no Supremo, você tem gabinete distribuindo senha para soltar corrupto. Sem qualquer forma de direito e numa espécie de ação entre amigos.”

Ora, um ministro do STF denunciou publicamente a existência de “ação entre amigos”, dentro do tribunal, com o objetivo de soltar corruptos.

Noutras palavras: corrupção explícita.

E Toffoli pretende fazer ‘varredura’ nas redes sociais?

Otto Dantas

Articulista e Repórter
otto@jornaldacidadeonline.com.br

Comentários

Leia mais...