Batom na cueca! Ação de Cunha na Justiça Suiça tentou barrar envio de provas para o Brasil

A nova descoberta demonstra a absoluta falta de condições éticas e morais de Eduardo Cunha permanecer na presidência da Câmara dos Deputados.
O deputado e a mulher, a jornalista e ex-apresentadora do programa 'Fantástico' Cláudia Cruz, tentaram impedir a transferência do dinheiro e das provas sobre as contas deles na Suíça para o Brasil. Uma atitude sórdida, pois, ao mesmo tempo, Cunha negava veementemente a existência de depósitos bancários em seu nome no exterior.
A dupla entrou com um recurso na Câmara de Apelação Criminal do Tribunal Federal da Suíça para travar o repasse dos documentos do Ministério Público suíço para a Procuradoria-Geral da República no Brasil.
Felizmente a manobra não deu certo. A Suíça já enviou os documentos e uma boa parte da grana já está bloqueada, cerca de R$ 10 milhões. 
Cunha, no dia 12 de março, afirmou textualmente em depoimento à CPI da Petrobras, que não tinha contas bancárias no exterior. 
Pelo relatório do Ministério Público suíço, Cunha e a mulher têm quatro contas secretas no banco Julius Baer, exclusivo para clientes com altos rendimentos mensais. 
O deputado, despudoradamente, usou até passaporte diplomático para abrir as contas, que estão vinculadas a off-shores com sede em paraísos fiscais. Uma das contas era exclusiva para cobrir gastos com cartões de crédito internacional da mulher Cláudia e da filha Danielle. As duas madames também são alvo da investigação.
Cunha, caso não tenha a hombridade de renunciar, tem que ser defenestrado do cargo. O povo brasileiro não merece mais conviver com esta figura como uma das mais altas autoridades do país, o segundo na ordem de sucessão da presidência da República.

                                  https://www.facebook.com/jornaldacidadeonline
Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal da Cidade Online. 

da Redação

Siga-nos no Twitter!

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Política