Bolsonaro nos EUA: "O que eu sempre sonhei foi libertar o Brasil da ideologia nefasta da esquerda" (Veja o Vídeo)

Em jantar oferecido pela embaixada do Brasil com conservadores, jornalistas, pessoas do meio político e intelectuais em Washington DC, Jair Bolsonaro proferiu um discurso de abertura, que ocorreu neste domingo (17).

Falou, primeiramente, da admiração que sente pelo povo americano. Em seguida, afirmou que sua maior motivação para se candidatar a Presidência do Brasil era o sonho de libertar o Brasil da ideologia nefasta da esquerda. Ao seu lado, estava Olavo de Carvalho, a quem Bolsonaro apontou como uma de suas maiores inspirações.

Para Bolsonaro, o momento que o Brasil enfrenta é mais de desconstrução do que de construção. Certamente se refere aos anos de esquerdismo e cultura comunista disseminada nos quatro cantos do país.

"Se eu puder ser um ponto de reflexão, já estou muito feliz", disse.

O Presidente ainda disse que o Brasil se encaminhava para o comunismo. Sob a interferência de Deus, como apontou, dois milagres aconteceram: saiu de um atentado com vida e a outra é ter vencido as eleições.

Bolsonaro afirmou que quer trabalhar ao lado do presidente americano Donald Trump, para que assim ambos possam juntar esforços para o que for melhor para os seus povos.

"Eu quero o Brasil grande assim como Trump quer os Estados Unidos grande", destacou.

Veja, a seguir, o vídeo com o discurso de Jair Bolsonaro

Agenda

De acordo com o site da Presidência, nesta segunda-feira (18), o presidente Jair Bolsonaro concede audiência a Henry "Hank" Paulson, ex-secretário do Tesouro dos EUA. Participará ainda do painel “O Futuro da Economia Brasileira”, realizado pela Câmara de Comércio dos Estados Unidos. À noite, o Conselho Empresarial Brasil-EUA oferecerá jantar ao presidente.

O primeiro compromisso da terça-feira (19) é um encontro com o secretário-geral da Organização dos Estados Americanos (OEA). Ao meio-dia, o presidente brasileiro será recebido na Casa Branca pelo presidente americano Donald Trump. Haverá um encontro privado entre os dois mandatários, um almoço de trabalho e ainda uma reunião ampliada com a comitiva brasileira e autoridades americanas. Na sequência, os presidentes participam de uma conferência de imprensa.

No mesmo dia, Bolsonaro visita o Cemitério Nacional de Arlington e participa de cerimônia de deposição floral no Túmulo ao Soldado Desconhecido, reúne-se com lideranças religiosas e participa de jantar de trabalho.

Publicado originalmente no site Lócus Online

da Redação

Comentários