Um passo gigante

As relações entre Brasil e Estados Unidos estão entre as mais antigas do continente americano.

O primeiro país a reconhecer a Independência brasileira foi os EUA, em 1824.

Em 1815, também foi os EUA a estabelecer um consulado no Brasil, em Recife.

Todas as pesquisas globais, realizadas à partir de 1964, apontam que a maioria dos brasileiros veem os EUA favoravelmente.

A sensação é recíproca: em pesquisa de 2013, 61% dos estadunidenses viam o Brasil de maneira favorável.

Nem Lula e sua corja, despejando grana e se aliando com o que há de pior e mais atrasado no mundo, como Fidel em Cuba ou Chávez na Venezuela, conseguiu destruir essa relação.

Felizmente, hoje, Bolsonaro consolida, junto a Trump, essa relação.

Um enorme passo em direção ao desenvolvimento.

E ao destino que o Brasil merece.

A esquerda, praga que infesta o mundo, não conseguiu e não conseguirá fazer do Brasil outra Venezuela.

Ou outra Cuba, sonho de todo esquerdopata em Paris.

Isso fica evidente e cristalino na intenção e preocupação de Bolsonaro e Trump em relação ao povo venezuelano e na busca de uma solução para o país.

O Brasil é a quarta maior democracia do mundo.

E junto aos EUA, só crescerá.

Bolsonaro cumpre, na íntegra, o que prometeu a seu povo.

O capitão leva o Brasil para seu destino.

Para seu futuro.

Marco Angeli Full

https://www.marcoangeli.com.br

Artista plástico, publicitário e diretor de criação.

Comentários