TCE

Michel Temer preso: o Brasil não é mais a casa da mãe Joana! (Veja o Vídeo)

Modestamente, já tinha cantado essa bola. Por mais que exista uma minoria instalada dentro do Poder Judiciário e junto da classe política tentando desmontar e enfraquecer a operação Lava-Jato (conforme estamos vendo nas últimas decisões do Supremo Tribunal Federal e nas declarações do Presidente da Câmara dos Deputados) ela segue viva e atuante no combate à corrupção.

E o movimento tem maciço apoio popular, pois é consistente e fundamentado.

Partidos, empresários e políticos aparelharam as estruturas de Estado e das instituições para pilhar os cofres públicos.

Centenas de delações premiadas e de provas coletadas em processos penais regulares, demonstram a autoria, a materialidade e tipos penais que justificam várias prisões.

Hoje o Brasil e o mundo assistem a prisão de mais um ex-presidente da República e de um dos seus ex-ministros mais fortes, Moreira Franco, entre outros.

A decisão do Juiz Marcelo Bretas, que é muito respeitado junto à comunidade jurídica, foi para preservar a instrução processual.

Os presos são figuras poderosíssimas, com tentáculos muito profundos nas estruturas do Supremo Tribunal Federal e junto ao sistema político.

Moreira Franco é sogro de Rodrigo Maia, atual Presidente da Câmara dos Deputados (agora dá para entender o por quê de Maia tentar enfraquecer as medidas contra a corrupção do Ministro Sérgio Moro e garrotear o Presidente Bolsonaro?).

Vai haver muita movimentação para desqualificar a ordem de prisão, e a pessoa do Juiz que ordenou a custódia preventiva.

Há uma luta instalada, entre quem quer o fim da corrupção e quem quer proteger os corruptos e corruptores, varrendo tudo para debaixo do tapete.

O importante disso tudo, é percebermos que a Lava-Jato está viva, que tem apoio da população. E não é uma fantasia e nem parte de um só Juiz, ou de um só Procurador.

A nação quer que todos os envolvidos, paguem por suas condutas quando delitivas (respeitando o contraditório e a ampla defesa), sem nenhuma concessão ou privilégio a quem quer que seja.

É hora do Supremo Tribunal Federal, dos partidos e da classe política entenderem isso.

O Brasil mudou. Quer saber por quê? Porque os brasileiros que pagam impostos e vivem com dignidade, querem essas mudanças!

Assista meu vídeo com comentário:

Luiz Carlos Nemetz

Advogado.Vice-presidente e Chefe da Unidade de Representação em Santa Catarina na empresa Câmara Brasil-Rússia de Comércio, Indústria e Turismo e Sócio na empresa Nemetz & Kuhnen Advocacia.
@LCNemetz

Comentários