O carro chefe

'A procura é sempre incansável! Às vezes nos enganamos porque a solução é simples, rápida, prática e completamente errada'. (Epicuro)

Há um provérbio oriental que diz assim: “Não Andes na minha frente, eu poderia não te seguir. Não Andes atrás de mim, eu não saberia te conduzir. Anda ao meu lado e seremos sempre parceiros, amigos”. Bela reflexão!
Com esta meditação vamos conhecer uma interessante historinha. 
“Conta-se que antigamente os homens caminhavam pela face da terra em fila indiana, uns após os outros. Os indivíduos carregavam duas sacolas, uma na frente e a outra atrás. Na mochila da frente eles colocavam as virtudes, as qualidades, as coisas boas que desejavam sempre ver e alcançar. Na bolsa de trás eles deixavam os defeitos de caráter e todas as más qualidades que preferiam ignorar.
Durante a caminhada em fila os andarilhos mantinham os olhos fixos nas virtudes que possuíam e que estavam presas em seu peito. Ao mesmo tempo reparavam nos defeitos que estavam nas costas do companheiro que se encontrava logo à sua frente. Eles só não percebiam que o cidadão de trás também estava observando a mesma coisa a seu respeito”.
Essa historinha da fila indiana nos ensina uma lição de vida. Vivemos comentando a vida, os defeitos dos outros e não percebemos que deixamos para trás enorme bolsa, com coisas incorretas que são criticadas pelos outros. Um detalhe relevante é que o início da fila tem um líder que vai abrindo caminhos e puxando a fila. O condutor capta coisas que os outros ainda não compreendem. Ele é o desbravador que abre passagens e não tem ninguém à sua frente. O seu propósito como carro chefe é puxar a fila para chegar ao foco pretendido. O restante da fila não precisa pensar e tem como rotina segui-lo porque sabe que o líder vai de resolver problemas. A propósito Leon Deni diz assim: “Líderes não mudam o mundo. Quem muda o mundo são as pessoas”.
Seja qual for a circunstância sempre é hora de inspirar-se no que é certo fazer. Isto é liderança responsável como nos lembra Victor Hugo: “Quando você brinca, faça-o com todo calor do seu entusiasmo. Quando você estuda, faça-o com todas as energias do seu cérebro. Quando você trabalha, faça-o com todas as forças do seu braço. Quando você ama, faça-o com todo o dinamismo da tua alma. Quando você está na fila, siga o líder, mas, faça a sua parte com disciplina, pois um dia você vai ser chefe e vai querer ser respeitado porque soube respeitar. A vida precisa ser descoberta por todos. A mudança comportamental não cessa nunca, e nos desafios se você procurar um líder e não tiver um líder, seja você o líder!”
Viver é transformar diferenças em eficiências e nessa ciranda da vida todos tem a sua vez para entrar em cena como carro chefe. Ninguém nasceu para ser eternamente subalterno periférico e serviçal em tudo. 

Estágios e etapas de crescimento existem para todos. Machado de Assis tem muita razão quando diz: “A arte de viver consiste em tirar o maior bem do maior mal”.
Reflexão – Assim é a nossa existência! Fomos, somos ou seremos o carro chefe. Sempre estaremos refazendo a realidade, incorporando conhecimentos capazes de iluminar nossa trajetória
A vida nos diz o que fazer, mas nunca como sentir. Sentir é coisa essencialmente pessoal. Essa é a diferença que faz com que o carro chefe tenha que pensar, falar, fazer e sentir antes dos outros.
Todas as pessoas têm um lado emocional positivo e outro negativo. Todo ser humano tem dentro de si uma mistura de céu e inferno. É um combate, uma constante luta entre Deus e o diabo. Esse é o grande barato do líder, sair da rotina da sua zona de conforto para fazer escolhas certas. 
PS - Na ilustração, Bill Gates, apenas um exemplo de carro chefe. Diz ele: “O sucesso é um professor perverso. Ele seduz as pessoas inteligentes e as faz pensar que jamais vão cair” Na verdade ninguém precisa ser grande para ser admirado! Basta ser necessário e eficaz chefe de família. As outras atividades vão representar uma extensão do bom caráter desse líder. Esse é o carro chefe, modesto em seu discurso, mas excelente em suas ações.
Antonio Valdo

                                   https://www.facebook.com/jornaldacidadeonline
Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal da Cidade Online. 

da Redação

Siga-nos no Twitter!

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Opinião