Janaína Pascoal quer criar Lei para garantir à mulher o direito de optar pelo parto Cesárea (veja o vídeo)

Janaína Pascoal usou o Twitter para manifestar, mais uma vez, sua intenção em criar uma lei que garanta à mulher o direito de optar pelo parto cesárea.

Leia abaixo a íntegra da declaração:

Amados, ontem, antes de visitar a exposição São Francisco, visitei a Casa Ângela, Centro de Parto Humanizado, onde fui recepcionada por várias profissionais da área de saúde. Como divulguei fotos no Face e no Instagram, algumas pessoas tiraram conclusões precipitadas...

Estou sim trabalhando em um projeto de lei sobre cesárea. Mas não vou obrigar ninguém a fazer cesárea, ou a fazer parto normal. Essa decisão cabe a cada gestante e ao médico que a acompanha.

Eu só quero que o desejo da gestante seja respeitado na rede pública, onde existe uma orientação pela realização de Parto normal, mesmo quando a gestação está em fase avançada e a mulher pede a cesárea.

Eu falei isso durante a campanha. Só estou cumprindo o que prometi. Abaixo, o link do vídeo que divulguei à época.

Vocês podem indagar: "mas por que foi em uma casa de Parto se o projeto é sobre cesárea?".

Ora, um legislador precisa ouvir e considerar todas as perspectivas do tema a que se dedica. Se a sociedade é plural, o legislador precisa trabalhar nessa pluralidade, para leis justas e não leis voltadas as suas próprias convicções.

O Conselho Federal de Medicina já editou Resolução, garantindo às parturientes, a partir da 39a semana de gestação, o direito a escolher a cesárea. Não obstante, na rede pública, nem sempre esse direito é respeitado.
Eu quero transformar em lei o que já está garantido pela Resolução.

Veja o vídeo em que Janaína, ainda na campanha, já falava sobre o seu projeto:

da Redação

Comentários