Carlos Marun: sem foro privilegiado e desempregado

O cerco pode não demorar a se fechar em torno de Carlos Marun, possivelmente uma das figuras mais nocivas do governo do ex-presidente Michel Temer.

O desembargador Rogério Favreto - aquele mesmo que esteve envolvido no famigerado “Golpe do Plantonista”, que tentou libertar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva num domingo, durante um plantão judicial – desta feita prestou um bom serviço à sociedade e concedeu uma liminar para afastar Marun do cargo de Conselheiro da Itaipu Binacional.

Para tanto, Favreto se baseou na Lei das Estatais, que impede que ministros de estado sejam nomeados como conselheiros.

Marun foi demitido no penúltimo dia do governo Temer e nomeado em Itaipu no último dia, em flagrante tentativa de driblar a lei.

Dificilmente irá recuperar o cargo, mas certamente, em breve, conhecerá as agruras do lugar que abrigou o ex-chefe neste final de semana.

da Redação

Comentários