A esquerda brasileira é traiçoeira! E joga sujo! (Veja o Vídeo)

Sim, é isso mesmo!

Incoerente no discurso e inconsistente na argumentação, a esquerda defende que as prisões do país estão cheias de "vítimas da sociedade", induzindo ao raciocínio torto que a força policial e a estrutura judiciária são injustas, elitistas, favorecem minorias e perseguem inocentes.

Defendem mais: que réus de qualquer processo crime, somente possam ser presos após decisão condenatória definitiva exarada pelo Supremo Tribunal Federal.

Para que essa incoerência e inconsistência seja percebida facilmente, não precisamos ir longe. Basta uma rápida análise do caso da cruel e abominável execução da Vereadora Marielle Franco (PSol) e do seu motorista no Rio de Janeiro (cidade que é o ninho da criminalidade institucionalizada).

Para ter congruência e consistência lógica, além de boa-fé ideológica, esse discurso deveria valer, agora, para os "supostos" assassinos da Vereadora e do seu motorista.

Se isso fosse feito, seria uma tremenda agressão a todo o Brasil, não é mesmo?

Então, se não pode para uns, não deveria valer para mais ninguém!

Já imaginaram o escândalo que a esquerda e a Rede Globo fariam se Gilmar Mendes concedesse aos "supostos” autores da execução um Habeas Corpus, ao argumento de que não se esgotaram todas as instâncias processuais para que se desse a prisão?

Ou que as provas colhidas em mero inquérito policial são "frágeis" e "viciadas" (fruto da árvore envenenada) e não podem autorizar a prisão de "meros suspeitos"? ou mais, se o Presidente Bolsonaro concedesse aos "supostos" criminosos indulto de Natal, ou o direito às "saidinhas" nas datas festivas?

Ora, não vejo nenhuma manifestação de Maria do Rosário, nem de Manoela D'Avila, Gleisi Hoffmann, Vanessa Grazziotin, Paulo Pimenta, Marcelo Freixo, Wadih Damous e outros tantos tontos em defesa desses "pobrezinhos" acusados "sem provas" de serem os "cruéis assassinos".

Queria ver esses líderes defendendo policiais se tivessem tido a chance de abater os "supostos" assassinos da líder do PSol na hora em que estava sendo executada. Fazem um silêncio ensurdecedor.

Queria ver essa gente se manifestar sobre um eventual laudo psiquiátrico dando contas de que os "supostos assassinos" são doentes mentais.

Estão vendo como o discurso se esvai? Como fica inconsistente e incoerente?

Quando um deles, é vítima o discurso muda! E quando é um qualquer do povo? Ou um agente policial? Não é vítima igual? A bala que matou uns não é feita do mesmo chumbo da que matou outros?

É claro que os indícios que levaram os bandidos à cadeia são fortes e justificam a prisão. E essa regra deve valer para todos! A torto e à direita!

Por isso que o Brasil precisa, mais do que nunca, de uma legislação forte, rigorosa e inflexível de combate à violência (a qualquer violência), ao tráfico de drogas e armas. Mas, sobretudo, de combate à corrupção, que é a grande financiadora de parte significativa da esquerda brasileira, que levou o Brasil a viver muito perto do caos irremediável que estamos vivendo.

A responsabilidade é totalmente deles.

Assista ao vídeo:

Luiz Carlos Nemetz

Advogado.Vice-presidente e Chefe da Unidade de Representação em Santa Catarina na empresa Câmara Brasil-Rússia de Comércio, Indústria e Turismo e Sócio na empresa Nemetz & Kuhnen Advocacia.
@LCNemetz

Comentários