Requião “do PT”, sem mandato e sem foro, é derrotado na Justiça por Marco Antonio Villa

O ex-senador Roberto Requião, que pertence ao MDB mas é afinadíssimo com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, a deputada Gleisi Hoffmann e o PT, virou efetivamente um autêntico passageiro da agonia.

Tudo em que o cara se mete dá errado.

Conseguiu transformar a sua quase certa reeleição ao senado, numa acachapante derrota, por força do caminho tortuoso que escolheu, ao se aliar e fazer a defesa intransigente de um criminoso condenado.

Assim, recebeu de Marco Antonio Villa um interessante codinome: “Maria Louca”.

Requião ficou possesso e ingressou com ação indenizatória por danos morais contra o jornalista.

Saiu a sentença.

“Maria Louca” foi derrotada.

Comentários