TCE

A má fé e a ação em conjunto da imprensa com base na tuitada de uma ‘impostora’ (Veja o Vídeo)

Todas as revistas e jornais "tradicionais" deram a mesma manchete ontem:

NO MEIO DA CRISE BOLSONARO VAI AO CINEMA!

Abaixo a tuitada e as manchetes de O Globo, Estadão, Terra, Revista Fórum e DCM:

Só esqueceram de contar que a pré-estreia do filme Superação – O Milagre da Fé, foi exibido numa sessão restrita para o casal Bolsonaro, ministra Damares Alves e a imensa maioria de crianças com deficiência e suas mães.

O filme baseado na história real de Joyce Smith, cujo filho adolescente sobreviveu a um afogamento após suas orações, fazia parte da agenda da primeira dama e valorizou o uso de ferramentas de acessibilidade para que deficientes possam assistir; mas isso não interessa contar ao leitor, né? Só o que importa é que o presidente "não foi trabalhar" para ir com a esposa no cinema em plena terça-feira de manhã!

E saber que ainda tem gente dependente dessas fontes para criar suas teorias...

Bem... Se temos pessoas que acreditam em Patrícia Lélis (aquela que foi desmascarada no FANTÁSTICO ao ter criado a fanfic de ter sido estuprada por Marco Feliciano, depois inventou que namorava Lula. Ela também inventou que namorou o filho do presidente e tuitou sobre o tamanho do órgão genital do cara).

Dá pra levar a sério quem tem um tuite da Lélis como fonte de informação?

Deveriam estar mais preocupados com o tamanho do próprio cérebro!

Veja o vídeo com o trailer do filme:

Raquel Brugnera

Pós Graduando em Comunicação Eleitoral, Estratégia e Marketing Político - Universidade Estácio de Sá - RJ.

Comentários