Sem-vergonhice: Globo News coloca culpa na "fonte" por fake news sobre Vélez Rodriguez (Veja o Vídeo)

Depois de divulgar que o ministro Ricardo Vélez seria demitido, a jornalista Eliane Cantanhêde passou vergonha ao ser desmascarada.

Ela disse que, segundo "uma fonte", a demissão era certa e não demoraria, mas o que não demorou foi a postagem de Bolsonaro nas redes denunciando a falsa notícia.

Bolsonaro foi tão rápido que há quem diga que o "vazamento" da falsa informação foi proposital para expor o baixo nível de credibilidade do jornalismo da Globo.

Outra opção cogitada é de que ele pode ter soltado a informação para descobrir se tem algum informante da emissora entre os membros de sua equipe.

Seja lá o que for, o episódio mostra como grande parte da mídia publica como se fosse verdade qualquer coisa que seja negativa para o governo.

O jornalista Gilberto Dimenstein, por exemplo, usou até verbo no passado ao divulgar a fake news em seu site: "Entenda por que ministro da educação foi demitido".

O fenômeno mais sem-vergonha que isso revela é que a mídia não checa a veracidade da informação e coloca a culpa na fonte quando a informação é inverídica.

Dessa forma, na ânsia de dar o furo e passar a imagem de que o governo não tem estabilidade, acabam com a credibilidade toda a arrombada.

Fake news à parte, o MEC é alvo preferido da mídia e dos falsos aliados, pois é da educação que a narrativa de esquerda ecoa para todas as outras áreas.Confira no vídeo:

Herbert Passos Neto

Jornalista. Analista e ativista político.

Comentários