TCE

Minha voz continua a mesma, mas meus cabelos...

Se algum maluco me pedisse para levar a sério ‘jornalistas’ como La Leitão, Merdal Pereira, Cristiana Bobo, a inventora Eliane Cantanhêde, Reinaldo Cabeçudo Azevedo e outros do mesmo naipe, isso seria impossível.

Porque acho que no fundo esses escribas de texto duvidoso tem mesmo é vocação para o humorismo.

Só pode ser.

Eliane, essa simpática senhora de cabelo impecável -e make up- que é jornalista da Globo anunciou há exatas 21 horas, ao vivo, uma invenção sua: a de que Bolsonaro havia demitido o ministro da Educação, Ricardo Vélez.

E Bolsonaro, há exatas 20 horas -uma hora depois, portanto- desmentiu a mentirosa: não demitiu o ministro, que passa muito bem, obrigado.

Eliane, pobrezinha, virou piada.

E mais do que isso: gerou dúvidas sobre sua sanidade mental.

Ou sua fonte estava contaminada ou ela sonhou com a fake news e acabou confundindo as coisas.

Acontece.

Afinal, o que ela e seus patrões poderiam ganhar com uma mentira que seria fatalmente desmentida imediatamente?

Mistério que só o desespero global explica.

Enfim, fica a piada.

Outras virão.

A máquina de produzir mentira da Globo funciona a todo vapor.

Marco Angeli Full

Artista plástico, publicitário e diretor de criação.

Comentários