Marco Antonio Villa tem chilique ao rebater ministro Ernesto Araújo (veja o vídeo)

Há pouco, assisti o video do chilique do Villa, absolutamente descompensado, rebatendo a fala do ministro Ernesto, sobre o "Nazismo ser de esquerda".

Pra começar, não foi essa a afirmação. O Chanceler disse que "O nazismo/fascismo foram resultados de FENÔMENOS de esquerda". Ou seja, que dela DERIVAM.

Um doutor em história social, no mínimo, deveria ter vergonha de utilizar da falácia da autoridade em rede nacional.

Goebbels não se afirmou como esquerdista, em nenhum momento. Fato. E Hitler? E Mussolini?

O Füher afirmou, em discurso na Bavária, que o seu objetivo era combater o capitalismo. Afirmou, também, que o Nacional Socialismo era o Marxismo Alemão.

Dulce II começou sua carreira no partido comunista. Sua Marcha sobre Roma foi comemorada, por escrito, pelo próprio Lenin.

O principal argumento é que eles combatiam os Comunistas. E DAÍ?

Sunitas e Xiitas guerreiam há séculos, sendo todos muçulmanos. Católicos e Protestantes travaram batalhas sangrentas, defendendo a mesma Bíblia. A Segunda Guerra, ao contrário da Guerra Fria, não foi ideológica.

A URSS os combateu, sim. Junto com TODO o mundo livre. Por essa lógica, então, os EUA eram de esquerda?

O próprio historiador se perde nas palavras. Ao elencar as vítimas dos campos de concentração, afirma que, depois dos comunistas, os LIBERAIS FORAM PRESOS.

E aí, Villa? Os liberais também eram socialistas?

Como um mestre em sociologia desconhece as ideologias políticas do mundo contemporâneo? Como um doutor em história desconhece a existência da terceira via?

NÃO DESCONHECE!

Sabe perfeitamente o que está falando e mente, descaradamente, na tentativa desesperada de reescrever os fatos.

Só mais um CANALHA histérico, com muito compromisso ideológico e nenhum compromisso com a verdade.

Felipe Fiamenghi

O Brasil não é para amadores.

Comentários