TCE

Tuiteira bolsonarista repete Moro, prova que não é robô e desmoraliza a revista Veja

A "Veja" foi vergonhosamente desmoralizada por dona Mariângela Pereira, “uma mulher de meia-idade, provavelmente avó de uma garotinha loira”, conforme descreveu com ironia a revista, para em seguida afirmar que se tratava de um robô.

A reportagem pretendia provar que o presidente Jair Bolsonaro possuía um exército virtual composto por robôs.

Para tanto, afirmou categoricamente que Mariângela era um robô.

De acordo com a Veja, a ‘brilhante’ conclusão foi conseguida com a utilização de Botometer, um detector de bots desenvolvido pela Universidade do Indiana.

A inusitada reportagem, ainda reforçou a sua 'descoberta' com um diagnóstico do perfil da tuiteira:

“Não há fotos pessoais, nem localização, nem dados específicos sobre a tal senhora, mas causa espanto sua dedicação à rede social: entre os dias 24 e 25 de março, ela cravou nada menos do que 225 tuítes, a maioria de madrugada, em alguns momentos com menos de 10 segundos de intervalo entre as postagens. Uma verdadeira máquina de tuitar.”

Menos de 24 horas após a publicação da reportagem, a própria tuiteira desmentiu a revista, imitando o gesto do ministro Sérgio Moro.

A medíocre e mentirosa reportagem da Veja:

da Redação

Comentários