O que esperar do MEC, sob nova direção (Veja o Vídeo)

O presidente Jair Bolsonaro anunciou nesta segunda-feira um novo ministro da Educação: Abraham Weintraub. É uma ótima notícia.

Se até pouco tempo atrás Ricardo Vélez ainda gozava da confiança do presidente, isso mudou quando Olavo de Carvalho afirmou, no dia 04 de abril, ter sido traído pelo ministro.

Ao que tudo indica, Vélez estava não só puxando o tapete dos 'olavistas', como estava flertando com pautas globalistas e sinalizando apoio a diretrizes contrárias ao que o eleitor de Bolsonaro espera.

É importante esclarecer duas coisas sobre os 'olavistas'. Primeiro, são as pessoas que melhor representam os interesses dos eleitores de Bolsonaro dentro do MEC, que querem a desesquerdização da educação e combatem ao marxismo cultural. Segundo, não se trata de um grupo fechado que segue ordens de Olavo de Carvalho. São indivíduos com ideais e visões de mundo em comum.

Dito isto, a expectativa daqui para frente é boa. O novo ministro já demonstrou ter afinidades com o pensamento do professor Olavo de Carvalho, e anunciou que vai recontratar os 'olavistas' exonerados nas últimas semanas da gestão de Vélez.

Sobre a tão sonhada desesquerdização do MEC, o caminho mais fácil neste momento parece ser através do ENEM.

Confira no vídeo:

Herbert Passos Neto

Jornalista. Analista e ativista político.

O jornalismo em que você confia depende de você. Colabore com a independência do Jornal da Cidade Online doando qualquer valor. Acesse: apoia.se/jornaldacidadeonline

Comentários