O preço do diesel, a intervenção do presidente e o ataque dos “especialistas”

O titular da Presidência da República, assessorado pelo Ministério da Economia, decide realizar uma intervenção pontual no preço do diesel da estatal Petrobras.

De olho em uma série de fatores de impacto que vão da oscilação de preços internacionais, passando pelo conflito em curso na Líbia e pelo caos na Venezuela, até a ameaça de uma nova e perigosa Greve dos Caminhoneiros.

Daí, vem uma economista renomada da turma do PSDB e acusa o presidente Jair Bolsonaro de atuar para fragilizar a governança da Petrobras ao determinar a manutenção do preço do diesel nas refinarias da estatal, insinuando que estaríamos diante de uma Dilma versão 3.0, que ficou anos em intervenção por mero populismo eleitoral.

#ÉaLama

Helder Caldeira

Escritor, Colunista Político, Palestrante e Conferencista
*Autor dos livros “Águas Turvas” e “A 1ª Presidenta”, entre outras obras.

O jornalismo em que você confia depende de você. Colabore com a independência do Jornal da Cidade Online doando qualquer valor. Acesse: apoia.se/jornaldacidadeonline

Comentários