Ameaça de morte de ministro do turismo contra deputada do PSL é inconcebível

É absolutamente insustentável a permanência de Marcelo Álvaro Antônio como titular do Ministério do Turismo. Não bastasse o escândalo do laranjal mineiro, agora temos a denúncia de ameaça de morte contra a deputada federal Alê Silva, eleita pelo PSL MG.

A própria vítima já prestou depoimento à Polícia Federal sobre os fatos.

O presidente Jair Bolsonaro tem o dever de exonerar Marcelo Álvaro Antônio imediatamente.

E digo mais: chegou a hora de enquadrar o presidente nacional do Partido Social Liberal - PSL, deputado Luciano Bivar. Parlamentares como Joice Hasselmann e Delegado Waldir, na Câmara dos Deputados, e Major Olímpio e Juíza Selma Arruda, no Senado Federal, precisam ser instados a atuar nesse enquadramento.

Detalhe: a deputada paulista Janaína Paschoal já se pronunciou: exige a imediata demissão do ministro do Turismo.

É importantíssimo salientar que essa sucessão de escândalos envolvendo Marcelo Álvaro Antônio e o PSL podem custar a Bolsonaro a Presidência da República.

Não agir e silenciar pode ensejar anuência.

#ÉaLama

Helder Caldeira

Escritor, Colunista Político, Palestrante e Conferencista
*Autor dos livros “Águas Turvas” e “A 1ª Presidenta”, entre outras obras.

O jornalismo em que você confia depende de você. Colabore com a independência do Jornal da Cidade Online doando qualquer valor. Acesse: apoia.se/jornaldacidadeonline

Comentários