Cristina Kirchner e Florença, a mãe impedida de deixar o país e a filha “escondida” em Cuba

A ex-presidente da Argentina Cristina Kirchner, parceira de primeira hora dos ex-presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff, deveria estar presa. Existe determinação judicial nesse sentido. Porém, permanece solta em razão de ser detentora de foro privilegiado. Cristina é senadora.

A filha Florença, envolvida em inúmeras falcatruas em conluio com a mãe, não tem cargo e, em consequência, não tem foro.

Com receio de ser presa, permanece em Cuba.

Para tanto, alega que está em tratamento médico. Ninguém obviamente acredita.

Assim, mãe e filha estão impedidas de se verem.

Cristina ainda tentou licença com a Justiça para visitar a filha ‘doente’ em Cuba, mas não foi atendida. O pedido foi negado, peremptoriamente.

O que se vê é que da esquerda que reinou na América do Sul no início do século, não sobrou nada e nem ninguém.

Fonte: Revista Crusoé

da Redação

Comentários