Ministro decide destruir “Crusoé” e aplica multa de R$ 100 mil por dia

A Revista Crusoé acaba de receber uma nova intimação do Supremo Tribunal Federal (STF), na noite desta segunda-feira (15), para comunicar a aplicação de uma multa de R$ 100 mil reais, que poderá ser reaplicada amanhã, depois de amanhã e assim sucessivamente.

O ministro Alexandre de Moraes entendeu que a publicação não atendeu a sua determinação para retirar a matéria “O amigo do amigo de meu pai” do ar.

Na realidade a matéria propriamente dita foi retirada, mas parece que como a Crusoé deu divulgação a decisão do STF, o magistrado entendeu que sua ordem foi descumprida.

Tudo indica que a revista está proibida de tocar no assunto.

A Censura é total.

Parece que a intenção é expurgar a revista do cenário, com a aplicação de multas sucessivas e a consequente inviabilização de sua permanência no mercado.

Veja abaixo o teor da decisão, assinada pelo desembargador Cesar Mecchi Morales, magistrado instrutor do gabinete do ministro:

“De ordem do Exmo. Senhor Ministro Alexandre de Moraes, intimem-se os representantes do site “O Antagonista” e “Revista Crusoé”, advertindo-os que, diante da manutenção das postagens (…) foi certificado o descumprimento da ordem judicial de 13/04/2019, acarretando a multa de R$ 100 mil (cem mil reais). Retire-se imediatamente, sob pena de continuidade da aplicação da multa diária. Servirá este como mandado.”

Segundo a revista, "Não há, acompanhando o despacho, qualquer explicação adicional sobre o motivo pelo qual o ministro entendeu que sua decisão foi descumprida".

da Redação

Comentários