Gasolina e medicamentos serão vendidos até 54% mais baratos somente hoje (25/05)

Ação de conscientização sobre alta carga tributária é promovida pela Associação Comercial e Industrial de Campo Grande.

Farmácias, posto de combustível e uma auto escola participam nesta segunda-feira (25) do Dia da Liberdade de Impostos (DLI), uma ação de conscientização sobre o impacto dos tributos pagos no preço final dos produtos e serviços. Os estabelecimentos venderão produtos sem a cobrança de impostos. 

Em Campo Grande serão ofertados 5 mil litros de gasolina. Com a dedução dos impostos, que no caso específico é de 42,68% agravada pelo aumento da pauta fiscal do ICMS, o valor de R$ 3,19 por litro passará a R$ 1,82. A venda será limitada a R$ 40,00 por veículo, o que beneficiará 229 consumidores e representará uma economia de quase R$ 30,00 por pessoa. O benefício será oferecido no Auto Posto Shiraishi 5, situado na Avenida Júlio de Castilho 3.420 - esquina com Rua Yokohama.“Iniciaremos a distribuição de senhas às 6h e o abastecimento estará liberado a partir das 7h30” informa o presidente do Conselho dos Jovens Empresários da Associação Comercial (CJE-ACICG) e coordenador do Dia da Liberdade de Impostos, Marcos da Silva.  O pagamento será exclusivamente em dinheiro. 

Cerca de 500 medicamentos genéricos também serão vendidos sem impostos no bairro Coophavila II: Drogarias América, localizada na Rua da Península, 626; e Farmais, situada na Rua da Península, 824. Atendimento será das 7h às 22h. O preço de venda, com a dedução dos tributos chegará a 55% de redução do valor normal. 

Para se ter uma idéia de quanto isso representa, o medicamento de uso prolongado para regime e controle de peso Orlistate 120mg, que atualmente custa R$ 120,69 será vendido por R$ 70,00.  Atorvastatina Cálcica, para controle do colesterol, passará de R$ 54,44 para R$ 31,58 e o Clopidrogrel, de uso contínuo para pessoas que sofreram infarto, deixará de custar R$ 108,47 para ser vendido por R$ 48,80, ou seja, nesse último caso uma economia de R$ 59,67 por caixa. Não há limite de quantidade por pessoa, os produtos serão comercializados enquanto durarem os estoques. “Estamos tentando que o governo reduza a carga tributária de medicamentos para facilitar o acesso de fármacos à população. Estou me unindo à Campanha  da Associação Comercial com o propósito de despertar na sociedade o senso critico sobre os altos impostos”, afirma o empresário Lodomilson Alexandre, proprietário das farmácias participantes do DLI. 

Aulas práticas de direção em motos e carros também serão ofertadas pela auto escola Primeira Opção, situada na Rua 13 de Maio, 3075, no centro da Capital.  De R$ 65,00, cada aula para automóvel sairá por R$ 29,91. No caso de aula para moto o valor passa de R$ 55,00 para R$ 25,31, uma redução de 53,99%.  O atendimento será das 7h às 20h, sem limite de quantidade para aquisição. 

Nacionalmente, o Dia da Liberdade de Impostos é incentivado pela Confederação Nacional de Jovens Empresários (CONAJE) e ocorre em diversas cidades do Brasil. 

Em Mato Grosso do Sul a iniciativa é da ACICG e conta com o apoio do Sindicato do Comércio Varejista de Combustíveis, Lubrificantes e Lojas de Conveniência de Mato Grosso do Sul (SINPETRO/MS), Conselho dos Jovens Empresários da Associação Comercial (CJE-ACICG), da Associação dos Jovens Empreendedores e Empresários de Mato Grosso do Sul (AJE-MS) e CDL Jovem Campo Grande.   

Em 2015, os brasileiros precisam trabalhar 151 dias, exclusivamente, para pagar impostos. Segundo o Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação  (IBPT), a alta carga tributária consome mais de 40% de tudo que é produzido no Brasil. Este ano, todo o salário que o contribuinte receber até o fim deste mês servirá para pagar impostos. O Brasil aparece em oitavo lugar em uma lista produzida pelo Instituto que aponta a quantidade de dias de trabalho necessários por ano para pagar impostos em 28 países.

Lei Federal                           

O Dia Nacional do Respeito ao Contribuinte foi instituído pelo Governo Federal, através da Lei nº 12.325/2010, com o propósito de conscientização e reflexão da sociedade e dos poderes públicos sobre a importância do respeito ao contribuinte. 

da Redação

Comentários