Bolsonaro desmantela o aparelhamento do Estado promovido pelo PT

Confira a lista com alguns deles.

19/04/2019 às 09:00

Eram centenas os comitês e conselhos que empregavam os 'companheiros' em Brasília.

Tudo feito para oferecer a almejada 'boquinha', tão venerada pela esquerda.

Será que precisamos de conselhos específicos para tratar de assuntos referentes à educação, direitos humanos, saúde e segurança pública, se já temos centenas de funcionários nos ministérios para cuidarem do assunto?

Será que o ministério do meio ambiente não teria condições de cuidar dos assuntos tratados na "comissão da floresta"?

O ministério da educação não consegue debater os mesmos temas que a Comissão Nacional de Política Indigenista, ou, da educação dos afro-brasileiros?

Desnecessário tantos "puxadinhos" no estado, se já há locais e funcionários pagos para realizarem o serviço.

Se o interesse era fazer frentes de trabalho que atuassem diretamente com o povo e depois reportassem aos ministérios, então deveriam usar o dinheiro que sustentava esses comitês para pagar um representante em cada município, com livre acesso ao ministro do tema.

Não há razão de alojar tantos funcionários públicos em Brasília nas costas do contribuinte, que paga desde o cafezinho servido nas reuniões dos comitês, alimentação, despesas de viagens, palestras, material de expediente e afins.

A lista mostra alguns (são mais de 700) dos comitês que foram, ou serão, extintos pelo governo Bolsonaro, enquanto suas pautas foram transferidas para os ministérios já existentes:

Raquel Brugnera

Pós Graduando em Comunicação Eleitoral, Estratégia e Marketing Político - Universidade Estácio de Sá - RJ.

Ler comentários e comentar

Nossas redes sociais

Facebook

Siga nossa página

Seguir página

Twitter

Siga-nos no Twitter

Seguir

YouTube

Inscreva-se no nosso canal

Inscrever-se

Messenger

Receba as notícias do dia no Messenger

Receber notícias

Instagram

Siga-nos no Instagram

Seguir

WhatsApp

Receba as notícias do dia no WhatsApp

Entrar no grupo

Telegram

Receba as notícias do dia no Telegram

Entrar no canal