Tarso não aprende: "Allan Garcia deu um exemplo de dignidade com seu suicídio”

Cesare Battisti, o criminoso que ganhou a proteção de Tarso Genro, então ministro da Justiça de Lula, recentemente confessou todos os seus crimes.

Antes, porém, na condição de governador do Rio Grande do Sul, Tarso recebeu o ‘assassino sanguinário’ com honras de autoridade, no Palácio Piratini.

Míope e débil, evidentemente jura de pés juntos que o meliante Lula é inocente.

Com esse jeito de ver as coisas, sempre defendendo os criminosos alinhados politicamente, Tarso acaba de se pronunciar sobre o suicídio de Alan Garcia, o corrupto ex-presidente do Peru, comparsa de Lula.

É nauseante...

“Alan Garcia, inocente ou não - creio que mais inocente do que FHC na compra da reeleição - sobretudo deu um exemplo de dignidade com seu suicídio. Recusou a submissão às execuções sumárias pelos Juízes treinados pela CIA, para fulminar o Estado de Direito na América Latina.”

Comentários