As piores fake news da esquerda brasileira

Antes de listar as fake news, é preciso relembrar a todos o que de fato ocorreu na última eleição presidencial.

O povão, após 30 anos de social democracia, cansado de pagar os impostos e juros mais altos do mundo, mergulhado em desemprego, violência e crise econômica, observando perplexo o maior esquema governamental de corrupção da história, resolveu virar o volante para a direita.

Foram mais de 57 milhões de pessoas que colocaram no poder um conservador, militar da reserva, que nem partido tinha, já que as elites políticas não queriam que alguém fora do círculo deles vencesse as eleições. Mesmo assim, uma legenda anã resolveu arriscar, e venceu.

Numa jogada de mestre, o candidato conservador conquistou os liberais também, trazendo na bagagem um gênio da economia liberal, Paulo Guedes. Trouxe ainda o único astronauta brasileiro, Marcos Pontes, e um herói do Exército, General Heleno, para compor seu time de ministros antes mesmo de vencer a eleição. Sem contar que havia a promessa de convidar para o governo o então juiz Sergio Moro, que, a essa altura, já havia exposto boa parte das entranhas imundas da corrupção brasileira, descortinando as relações espúrias entre políticos e empreiteiras.

Em resumo, para além de qualquer projeto ou plano de governo, você deve saber o seguinte: conservadores e liberais criaram um inusitado bloco em 2018, construindo uma rede de informações reais pela internet, e juntos derrubaram a extrema esquerda, a esquerda, a centro-esquerda e o centrão fisiológico – foi isso que aconteceu. Nocaute no segundo round.

Agora, vamos a elas, as terríveis fake news e fanfics que geram verdadeiro pavor nos incautos e fazem rir os mais bem informados! Essas falsas informações são criadas com intuito de desqualificar a vitória de Bolsonaro, fomentar a ideia tosca de que vivemos em um regime autoritário, e recrutar jovens inexperientes ou doidões apavorados em suas bolhas sociais.

1) Moro, o Rei de Curitiba, agente 017 treinado pela CIA

Com o apoio dos Estados Unidos e de mega empresários capitalistas tirânicos, o juiz malvadão está ali apenas para tirar do povo as conquistas sociais e manter o justiceiro Nine Fingers, a alma mais honesta do país, eternamente na cadeia. Segundo a extrema-esquerda, Moro quer prender todos os seus líderes, censurá-los, e manter o poder na mão da direita capitalista delirante a todo custo, além de recrutar mais milicianos concursados para seu plano de poder. (Nenhum roteiro de James Bond conseguiu chegar perto dessa ideia)

Resultado: A Morofobia da esquerda perdeu força junto com sua narrativa, conforme foi ficando mais óbvio que caciques de vários partidos continuaram sendo presos e investigados sem dó. Moro permanece inabalável no coração dos brasileiros, que seguem apoiando as ações do ministro e torcendo pela aprovação imediata de seu pacote anticrime.

2) A ditadura voltou, socorro, Creuza!

Dessa vez, a ditadura é fascista, nazista, racista, e algum “ista” que ainda não inventaram. Eis que surgem em banheiros de universidades estaduais e federais do Brasil símbolos da volta do nazismo, frases ameaçadoras. E não parava por aí. Veículos de renome estampavam em suas manchetes imagens de frases agressivas flagradas pelas paredes: “Bolsonaro vai matar viado”, “Morte aos Negros”. Segundo a extrema esquerda, apoiada por grande aparato midiático, o Brasil estava a um passo de iniciar uma matança desenfreada das minorias. A neurose nazista de 2018 atingia seu ápice na bolha. Casais gays adiantavam seus casamentos, anunciavam nas redes sociais que caso os conservadores vencessem, buscariam abrigo fora do país. Um pandemônio bizarro organizado pelo costumeiro terrorismo psicológico dos militantes vermelhos.

Resultado: Os direitos das minorias continuam e continuarão mantidos, diferente das falácias que foram propagadas. Narrativas mentirosas foram desmascaradas, como a da jovem que supostamente foi atacada e teve uma suástica desenhada na barriga, quando, na verdade, ela talhou uma suástica ao contrário no próprio corpo.

Alguns comportamentos perversos, porém, continuam. Há quem sinta prazer em manchar a imagem do Brasil no exterior, se autodenominando exilado político para revelar ao mundo a ditadura fascista imaginária do Bozo Coiso. Esse ex-BBB e deputado, figura caricata e ardilosa, foi bem recebido até pela ONU e por alguns figurões da extrema esquerda internacional. A narrativa está cada dia mais frágil e capenga, mas continua em circulação pelas bolhas intelectuais.

3) Bolsonaro só ganhou a eleição por causa da mamadeira de piroca e robôs

Essa é a pior de todas! Mas ainda é propagada com insistência por inúmeros influenciadores e figuras descoladas de esquerda. Segundo eles, o brasileiro é tão preconceituoso e homofóbico que só votou no candidato conservador por acreditar que o Fantoche de Presidiário distribuiria bicos de mamadeira em forma de pênis nas creches da rede pública de educação. E quem dissemina esse tipo de informação terrível? Ora, segundo eles, são os Robôs Bolsonaristas, lógico, uma rede sofisticada criada unicamente para destruir a democracia (tudo é a democracia) e escravizar o povo mais pobre. Não vale a pena perder tempo com essa fake news aqui, é tão ridícula e abjeta quanto o socialismo moderno bolivariano, e serviu apenas para tentar vincular no imaginário popular os conservadores à homofobia. Mostra também o quão baixo a esquerda pode chegar em sua luta insana para defender a “democracinha popular!”. A criatividade é grande, a vontade de tomar o poder é imensa e a covardia impera.

4) Eduardo Malvadão, um cabo e um soldado

Parafraseando o honesto Nine Fingers, nunca antes na história desse país a imprensa martelou tanto uma matéria em véspera de eleição quanto esta. Eduardo Bolsonaro contou em uma palestra uma velha piada de quartel, onde alguns militares diziam que, caso o STF não cumprisse com suas missões constitucionais, bastava um cabo e um soldado para fechá-lo. O vídeo era antigo, mas a partir daí começou uma saraivada de fake news daquelas, suficiente para a esquerda toda embarcar de vez na luta contra a ditadura imaginária.

Resultado: Na época da eleição, a esquerda conseguiu colher alguns pontos entre os eleitores distraídos, principalmente de centro. Mas a narrativa continua caindo por terra, dia após dia, uma vez que o governo defende com fervor as liberdades individuais e dos poderes, criando, inclusive, emendas para garantir e ampliar os direitos conquistados.

5) É o fim do Bolsa Família!

Essa não podia ficar de fora, claro. O PT sempre usou desse artifício contra seus oponentes. Nos rincões do Brasil, sem internet, sem defesa intelectual adequada, milhões de brasileiros recebiam a notícia aterrorizante: o próximo governo ia acabar com o benefício que assiste milhões de pessoas em situação de extrema pobreza.

Resultado: A mentira funcionou em algumas regiões mais isoladas, principalmente no Nordeste. Porém, com a manutenção do programa Bolsa Família, e o anúncio de pagamento de 13º salário aos beneficiados, a fake news sofreu um duro golpe e já não engana ninguém.

OBS: Vale a pena lembrar, Bolsa Família é um programa que existia antes do governo PT, que apenas unificou os benefícios e deu um nome novo.

6) O Caixa 2 do WhatsApp

Um clássico! A bala de prata da esquerda, o tiro de misericórdia que saiu pela culatra. Poucos dias antes da eleição, uma matéria acusava empresários e grupos ligados a Bolsonaro de pagarem para impulsionar notícias falsas pelo WhatsApp. A jornalista responsável pela reportagem, assumidamente petista, não apresentou nenhuma prova e, ainda sim, um grande aparato midiático tentou validar a narrativa dela. Como todos sabemos, não colou.

Resultado: Mesmo com o comunicado oficial do próprio WhatsApp, afirmando que tal movimentação não ocorreu, o jornal não desmentiu a notícia, e ainda tenta, de alguma forma, buscar justificativa para validar a mentira. Tanto que, volta e meia, a história dos Robôs Bolsonaristas surge novamente, com o objetivo de tirar crédito do apoio popular legítimo que o presidente recebe nas redes.

A fake news do momento

Atualmente, estamos sendo atacados de todos os lados. A mídia mainstream pirou de vez e mergulhou sem receio em um mar de desinformação proposital! Políticos de esquerda recebem milhares de reais em indenizações, humoristas são presos, pessoas comuns e até mesmo generais são intimados e tem suas casas revistadas por opinar contra o judiciário brasileiro. Homens de toga mandam bloquear e derrubar perfis e vídeos. Não há uma notícia veiculada pela imprensa mainstream que não sofra distorções e análises mal intencionadas.

O objetivo do antigo sistema é criar a percepção que o Brasil está pior agora, manchar também nossa reputação lá fora, causar rupturas e desgaste diários. Não se trata de informar, muito menos buscar um bem comum para o país. Trata-se de derrubar um governo, custe o que custar, e convencer a população que os únicos que podem nos salvar são os mesmos que, durante 30 anos, nos esfaquearam pelas costas.

A cleptocracia ideológica vermelha não perdoa ninguém, muito menos a vontade do povo. O sistema não vai parar de atacar, isso é fato... Vão ser quatro anos vivendo em meio a uma guerra perversa de narrativas.

E você, caro leitor, está preparado para continuar o bom combate pelo Brasil?

Allan Pitz

Escritor e roteirista. Saiba mais sobre o trabalho do autor no site: http://www.allanpitz.com/

Comentários