TCE

Mourão foi escolhido para apavorar a esquerda, mas prova ser o contrário

Mourão é a personificação das minhas críticas aos intervencionistas.

Ególatra, insubordinado, mau-caráter, manipulador, ganancioso, mentiroso e hipócrita.

Seu discurso de posse, em voz de comando, remetia à valores militares que, se um dia respeitou, abandonou completamente.

Minha antipatia, por ele, é bastante antiga. Muito anterior, até, que a do próprio Olavo.

Quando, antes do impeachment, ainda à frente do Comando Militar do Sul, começou a fazer discursos inflamados contra a então presidente, alimentando as esperanças dos - já inflamados - intervencionistas, tive a certeza que era um falastrão, que - prestes a ir para a reserva - visava galgar uma carreira política.

Nada contra que um militar se candidate. Acredito, porém, que um político deva ser HONESTO e RESPEITADOR DA LEI. Ao indicar a possibilidade de uma intervenção, que sabia ser absolutamente ilegal, só para "ganhar mídia", o General provou não ser nenhuma das duas coisas.

Vai, ainda, mais longe. Ao tecer duras críticas ao governo, fardado, em eventos oficiais, provou não ter nenhum respeito à hierarquia. Militares são SUBORDINADOS à Presidência da República. Por pior que fosse Dilma Rousseff, naquele momento, era sua Comandante. Estamos vendo, hoje, os efeitos dessa insubordinação.

Quando foi citado como vice de Bolsonaro, eu tinha certeza que daria MUITO trabalho.

Por mais que afirmassem, categoricamente, que seria um "seguro anti-golpe", o ex-estrelado nunca me passou confiança. Nunca acreditei que aceitaria ficar relegado ao segundo plano, cumprindo o papel de vice.

Mourão sequer cogitou a possibilidade de trocar o coturno pelas pantufas. É um homem ganancioso pelo poder e, hoje, Bolsonaro é a única coisa que o separa do que tanto deseja.

Esqueçam o PT. Se querem encontrar o maior inimigo do governo, procurem no Palácio do Jaburu (provavelmente, rodeado pela imprensa, com a qual é inexplicavelmente simpático).

Felipe Fiamenghi

O Brasil não é para amadores.

Comentários