A estratégia de Lula para quebrar os frigoríficos e alavancar o crescimento de um grupo específico (Veja o Vídeo)

O canal Rural Business, denunciou que em 2005/2006 houve o surto da febre aftosa, lembram? Porém, tudo não passou de teatro para que os pequenos exportadores de carne tivessem seus rebanhos abatidos (ou vendidos às pressas e quase de graça para grandes frigoríficos), assim, apenas um grupo milionário teve carne para abastecer o país.

Os grandes frigoríficos compravam a carne "com aftosa" e vendiam mesmo assim.

Nenhum humano morreu por comer a carne.

Entenda a estratégia perversa e genial do PT:

✔O governo liberou empréstimos aos frigoríficos alinhados, via BNDES;
✔Os fiscais condenavam animais dos concorrentes para que fossem abatidos, ou, vendidos a preço de banana para os grandes frigoríficos;
✔A mídia ajudou a espalhar a mentira de que havia "embargos" a nossa carne. Mas não havia embargo algum! Isso mesmo, os países não pararam de comprar, quem parou de vender foram os frigoríficos que atrapalhavam o caminho dos amigos de Lula!

Não houve perda de mercado, muito pelo contrário, houve um aumento do valor da arroba do boi gordo (porque caiu a oferta) e houve um remanejamento de fornecedores, ou seja, enquanto uns sacrificavam seus animais e demitiam funcionários; outros dominavam o mercado e ficavam bilionários!

Ai alguém me pergunta:

Mas como ninguém viu isso antes?
Como não denunciaram na época que não havia embargos?

Bem, o canal Rural Business já havia feito reportagens tanto em 2005, depois 2007, comprovando com dados que não havia embargos e que o preço de nossa carne não havia caído, pelo contrário, estava nas alturas!

Mas, eu, você, e boa parte da população não nos interessávamos por política, não nos importávamos com os dados da balança comercial e com o valor da arroba do boi.

Coloque-se no lugar de um pecuarista do interior do seu estado, que recebe a visita de fiscais e a ordem de abater 200 cabeças de gado. Imaginem isso em 2005, sem internet, só a rede Globo ditando na TV o que era "a verdade". Não há como cobrar.

Mas fiquem atentos, há uma nova movimentação acontecendo no mercado pecuário de alguns estados que formaram um bloco de resistência ao Bolsonaro. Há um novo foco da "guerra sanitária" com o objetivo de espalhar o terror entre os consumidores de carne suína e bovina, com o intuito de prejudicar a economia.

Tentaram com os caminhoneiros e eles não aceitaram ser massa de manobra, agora irão apostar no inocente mercado rural.

Veja o vídeo do canal Rural Business:

Raquel Brugnera

Pós Graduando em Comunicação Eleitoral, Estratégia e Marketing Político - Universidade Estácio de Sá - RJ.

O jornalismo em que você confia depende de você. Colabore com a independência do Jornal da Cidade Online doando qualquer valor. Acesse: apoia.se/jornaldacidadeonline

Comentários