TCE

Três escolas primárias da Alemanha vão instalar banheiros com “terceiro gênero”

Na região de Munique, as escolas pretendem dar aos alunos que não se considerem do sexo masculino ou feminino a escolha de optarem por banheiros de “terceiro gênero”, escreveu o Breitbart.

A proposta de instalação de banheiros com “terceiro gênero” veio de um conselheiro do município de Pullach, região de Munique, segundo reportou o jornal alemão Frankfurter Allgemeine Zeitung.Segundo a reportagem, uma escola no município de Taufkirchen já teria inclusive consultado uma empresa de arquitetura para levar o projeto do banheiro a cabo.

“As escolas seriam as primeiras na Baviera a adotar o banheiro de terceiro gênero, confirmou um porta-voz do Ministério da Educação da Baviera, que não estava ciente de outras escolas terem adotado a idéia ainda”, acrescentou o Breitbart.

A ideologia de gênero é uma ideia propagada por ativistas e políticos de esquerda (comumente chamados de “progressistas”) e parte do ponto de que o gênero biológico – masculino e feminino – é irrelevante; o que vale é como a pessoa se identifica, independentemente do sexo de nascimento. Daí, hoje, o conceito de gênero passou também a receber o adjetivo “fluído”, no sentido de que o gênero é, durante a vida, mutável ao gosto do possuidor.

Além da implementação da ideologia de gênero em escolas, a Alemanha tem estendido tal política “progressista” a outros campos da vida, como a opção de escolher “gênero diverso” em documentos oficiais.

Julio Gonzaga

Advogado graduado pelo Centro Universitário Eurípides de Marília – UNIVEM. Pesquisador principalmente em temas relacionados à guerra cultural nos Estados Unidos e os efeitos danosos do ativismo judicial para a democracia.

Comentários