Entidade “laranja” recebia verbas da Caixa e do BNDES para repasse ao MST

É de comezinho conhecimento que o MST se chafurdou na grana durante os governos do PT.

Porém, o grupo ‘fora da lei’ não tem sequer CNPJ.

Como o dinheiro era repassado?

Uma entidade denominada Abrapo (Associação Brasil Popular) teria sido usada para receber verbas oriundas do BNDES e da Caixa Econômica Federal, para o MST.

Proposta já em trâmite na Câmara Federal pede que o TCU investigue a Abrapo.

O parecer do deputado Carlos Jordy (PSL) enfatiza o seguinte:

“Os bancos públicos, nos governos do PT, torraram dinheiro da sociedade para patrocinar terroristas do MST. Essa fiscalização do TCU, em parceria com o Poder Legislativo, pode resultar na correção de eventuais irregularidades e malversação de recursos públicos.”

Aos poucos todos os mistérios vão se dissipando...

da Redação

Comentários