O Lula, a mentira, o mal com atraso e pitadas de psicopatia...

Pra quem não assistiu a entrevista do Lula, nada de novo!

Ele dizendo que é inocente e que está obcecado por Sérgio Moro e Deltan Dallagnol, que prefere ficar preso do que perder a dignidade (hahaha, ai gente...)

Disse que queria estar em casa com a esposa dele... rsrs... E bem na hora H, no momento em que o pessoal da técnica sobe aquela trilha sonora emocionante pra fazer a plateia relinchar (ops... digo chorar), perguntam sobre o netinho recém falecido e Lula chora, (bem diferente daquele Lula que saiu rindo da cadeia e cumprimentando a todos com acenos e sorrisos ao se dirigir ao velório do neto, que os companheiros chamaram de festa da democracia).

Nessa hora ele chora e diz que seria mais fácil se ele, com 73 anos estivesse morto e o neto vivo, porém (sempre tem um porém quando o assunto é Luiz Inácio Lula da Silva), ele já emenda com a frase "Mas não é só nesses momentos que eu fico triste, eu estou tentando trabalhar a questão do ódio em mim, eu tento ser um pernambucano alegre, mas é isso que tem que saber, eu tenho um compromisso com esse país". (E bate na mesa reafirmando o quanto é comprometido com o país que ele roubou).

Menosprezou a morte do neto, puxou o assunto pra si mesmo (Só pra variar) e politizou a tristeza. Foi assim...

Na cabeça dele, ele está preso só porque um juiz e um procurador não gostavam dele...

E ainda chamou o Bolsonaro de maluco!

Pode? O cara rouba milhões, deixa os companheiros roubarem bilhões, afunda o país, acha que isso não deveria dar cadeia, culpa quem investigou e o maluco é o outro...

Raquel Brugnera

Pós Graduando em Comunicação Eleitoral, Estratégia e Marketing Político - Universidade Estácio de Sá - RJ.

Comentários