Governador de SP erra ao atribuir a Lula “processo avançado de esclerose”

O governador de São Paulo João Dória Júnior, chegou a ser cotado como o mais forte adversário de Lula numa eventual disputa presidencial em 2018.

O caminho dos dois foi obstaculizado. Alckmin não permitiu que Dória fosse o candidato tucano e Lula, condenado, acabou sendo preso e, em consequência, alijado do processo eleitoral.

Mesmo assim, ambos ainda são importantes no cenário político.

Dória é atualmente a mais importante força política do PSDB, não obstante o notável enfraquecimento do partido.

Lula, por sua vez, mesmo preso, ainda detém o absoluto controle do PT.

E nesta última semana, o ex-presidente esteve na mira dos holofotes em razão da entrevista que deu para dois jornais, mediante uma esdrúxula autorização do presidente do Supremo Tribunal Federal (STF).

Dória, que adora bater no meliante petista, foi implacável:

"Me surpreendeu a entrevista. Nunca vi presidiário dar entrevista na prisão. É um fato inédito no Brasil. O ex-presidente e presidiário Luiz Inácio Lula da Silva parece estar em um processo avançado de esclerose".

Ledo engano. O caso de Lula não é esclerose, é psicopatia em estágio avançadíssimo.

Lívia Martins

Articulista

O jornalismo em que você confia depende de você. Colabore com a independência do Jornal da Cidade Online doando qualquer valor. Acesse: apoia.se/jornaldacidadeonline

Comentários