Lula dá um pontapé na "dignidade" e admite sair da cadeia com benefício legal

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva acaba de mudar radicalmente o seu discurso.

Lula não quer mais ficar 100 anos preso e já admite trocar sua decantada "dignidade" por algum benefício que a legislação penal possa lhe oferecer.

O pilantra na realidade aguardava ansioso o resultado de um novo HC no STF.

No novo discurso, o meliante diz que condiciona o pedido de semiaberto à manutenção da defesa e a possibilidade de ainda provar a sua inocência.

O devasso não entende que a Justiça já o definiu como culpado, criminoso, corrupto e lavador de dinheiro. O mérito não mais se discute.

De qualquer forma, a nova declaração foi dada ao jornalista Kennedy Alencar, que o entrevistou nesta sexta-feira (3) na Polícia Federal, em Curitiba.

"Por que você acha que eu digo que não troco a minha dignidade pela minha liberdade? Porque, de vez em quando as pessoas falam 'Ah, mas agora foi julgado e tem a tal da detração [penal] e você já pode sair'. Obviamente, quando os meus advogados disserem ´Lula, você pode sair´, eu vou sair. Só sairei daqui se qualquer coisa que tiver que tomar decisão não impedir de eu continuar brigando pela minha inocência", afirmou Lula.

Quanto ao HC no STF, mais uma vez foi negado.

Otto Dantas

Articulista e Repórter
otto@jornaldacidadeonline.com.br

Comentários