Discurso de Toffoli para advogados provoca "calúnia" contra Dallagnol

O ministro Dias Toffoli no jantar de sexta-feira (3), quando foi homenageado pelos advogados da fina flor da bandidagem nacional, atacou a força tarefa da Operação Lava Jato.

Um péssimo exemplo dado pelo magistrado, justamente ele que criou o esdrúxulo inquérito da censura.

Noticiam as redes sociais e comemora o infame deputado petista Paulo Pimenta – envolvido até o pescoço em coisas erradas e ilegais – que a reação dos advogados, após às criticas do ministro, foi de partir para a ‘calúnia’ contra o procurador Deltan Dallagnol.

Em coro, a camarilha de defensores de corruptos gritava “171” dirigido a Dallagnol.

Um acinte repugnante, consentido pelo presidente do STF.

Lívia Martins

Articulista

Comentários