Briga de machos "alfa". A quem interessa essa guerra de ciúmes entre homens vaidosos? (Veja o Vídeo)

Olavo de Carvalho e os filhos do Presidente um lado; Generais Mourão, Santos Cruz e Vilas Boas de outro. No meio, Jair Bolsonaro, o Brasil e os brasileiros.

Quem está em risco? O governo!

Quem perde? A população!

Quem está vibrando? A oposição e a grande mídia, que tratam o caso com manchetes espalhafatosas a cada novo episódio como se vivêssemos uma tragédia nacional.

De concreto as discussões não tem nenhuma importância, relevância ou interesse público. Nem deveriam ter (e não tem de fato) nenhuma influência na gestão do Estado brasileiro.

O Filósofo e os Filhos têm muito valor, mas neste momento tem que entender que não podem governar com o monopólio das suas ideias, já que política é a arte de administrar os contrários.

Os Generais estão na base de formação estratégica do governo, fizeram por merecer e precisam ser respeitados; porém, não é tático nem inteligente que sigam fomentando um debate estéril, inútil e destrutivo, que deixa o Presidente numa situação de desconforto, tendo que perder tempo administrando personalidades ao invés de cuidar do governo.

Essa guerra tola, inútil e inconsequente, que nunca terá vencedores. Tal qual uma briga de família travada em público, todos sairão derrotados e muito feridos.

É hora da população reagir. E se meter, exigindo um basta nesta batalha sem propósitos.

É tempo desses líderes respeitarem o Brasil.

Depois de tanto esforço, tudo o que não precisamos é da presença de inimigos na trincheira.

Juízo, senhores! Juízo!

Mais patriotismo e menos vaidades!

Assista ao meu vídeo:

Luiz Carlos Nemetz

Advogado.Vice-presidente e Chefe da Unidade de Representação em Santa Catarina na empresa Câmara Brasil-Rússia de Comércio, Indústria e Turismo e Sócio na empresa Nemetz & Kuhnen Advocacia.
@LCNemetz

O jornalismo em que você confia depende de você. Colabore com a independência do Jornal da Cidade Online doando qualquer valor. Acesse: apoia.se/jornaldacidadeonline

Comentários