CPI do BNDES convoca advogado ‘peça chave’ no caso Tofolli-Odebrecht

O caso envolvendo o ministro Dias Toffoli com a Construtora Odebrecht, que resultou na malfadada liminar de censura da Revista Crusoé pela revelação do codinome “O amigo do amigo do meu pai”, vai voltar à tona.

A CPI do BNDES acaba de aprovar a convocação do advogado Adriano Sá de Seixas Maia.

O empresário Marcelo Odebrecht, após juntar nos autos os e-mails que comprovam o envolvimento de Dias Toffoli com a empresa, esclareceu que é Seixas Maia quem pode esclarecer minuciosamente o episódio e determinar o grau de envolvimento do ministro.

Há quem diga que o depoimento do advogado poderá ser decisivo para um eventual impeachment do presidente do STF.

da Redação

Comentários