Temer deixa sua casa para se entregar à Justiça

Na tarde desta quinta-feira (09), o ex-presidente da República, Michel Temer - réu em seis ações na Justiça -, deixou sua casa em Alto de Pinheiros, na Zona Oeste de São Paulo para comparecer à Justiça e cumprir prisão após revogação do habeas corpus.

Ao contrário do que aconteceu em março deste ano, em que fora abordado por policiais federais na rua durante uma operação da Lava Jato no Rio, Temer declarou que irá se apresentar "voluntariamente".

"Em primeiro lugar, decisão da Justiça se cumpre. Segundo ponto, claro, eu a considero inteiramente equivocada sob o foco jurídico. Eu sempre sustentei que nessas questões todas não há prova. Para mim, foi uma surpresa desagradável, mas eu amanhã me apresento voluntariamente", disse. "Claro que com muita lamentação. É uma injustiça, não só injustiça, mas uma invericidade."

Além de Temer, seu amigo João Baptista Lima Filho (coronel Lima) também recebeu ordem de prisão e deve se apresentar à Justiça até às 17h desta quinta.

Assim como os advogados de Lula, o advogado de Michel e Lima, Eduardo Carnelós, declarou que a decisão é injusta e a prisão "sem fundamento".

“Respeitamos a decisão do tribunal, mas só podemos considerá-la injusta. Uma injustiça contra o ex-presidente. A prisão foi feita sem nenhum fundamento, apenas para dar um exemplo. Vamos ao Superior Tribunal de Justiça para recorrer”, afirmou Carnelós.
da Redação

Comentários