TCE

Deputada do PSOL que denunciou Witzel a ONU deverá ser cassada

A deputada carioca Renata Souza (PSOL) encontrou exatamente o que jamais esperava e provavelmente terá dias difíceis pela frente, que poderão resultar na cassação de seu mandato.

A motivação para tal é extremamente significativa e tem amplo amparo legal.

A deputada se valeu de sua condição de presidente da Comissão de Direitos Humanos da ALERJ para denunciar o governador à Organização das Nações Unidas (ONU) e a Organização dos Estados Americanos (OEA) por supostamente adotar uma ‘agenda genocida’ no estado.

Renata claramente quebrou o decoro parlamentar ao usar a Comissão de Direitos Humanos da ALERJ para fazer uma manifestação estritamente pessoal contra Wilson Witzel, usurpando suas funções ao encaminhar denúncia a organizações internacionais sem a deliberação de todos os integrantes da comissão.

O próprio governador partiu para o ataque e pediu a cassação da parlamentar.

Nesse sentido, a bancada do PSC protocolou o pedido de cassação do mandato da deputada do PSOL na última quinta-feira (9).

Fortes rumores indicam que Renata não conseguirá escapar da degola.

da Redação

Comentários