Nenhum tema une tanto a esquerda para combatê-lo quanto o acesso às armas pela população de bem

O porte de armas é um direito fundamental do cidadão. O Político que disser o contrário, não deve ser respeitado.

Nenhum tema une tanto a esquerda para combatê-lo quanto o acesso da população de bem às armas para o exercício da legítima defesa. PT e PSDB, Marina e Ciro, ONU e Obama. Até o Papa resolveu dar sua opinião, pedindo o "banimento de todas as armas". Só não explicou como fazer...

Porque a esquerda progressista faz tanta questão de manter armas de fogo longe do alcance dos cidadãos? A resposta é simples: Um povo desarmado é, historicamente, um povo facilmente oprimido pelos donos do poder. E sabemos que ninguém ama mais o poder estatal do que a esquerda.

Stalin, responsável por no mínimo 20 milhões de mortes na URSS, baniu o a posse de armas 1929. Hitler, em 1938, desarmou o povo judeu e os proibiu de negociar ou produzir armas de fogo. Em 1941 ele iniciou o genocídio que levaria 6 milhões de judeus à morte. Hitler dizia: "A História nos mostra que os Conquistadores que permitiam aos povos sob seu domínio possuírem armas, prepararam a própria queda"

Mao Tse Tung, responsável por 45 milhões de mortes entre seu próprio povo, era mais bondoso. Ele desarmou a população comum, mas permitiu que grupos leais à ele tivessem armas, Suas milícias pessoais.

São exemplos conhecidos (mas pouco falados pela mídia) para mostrar uma conclusão óbvia: O direito da população ao porte de armas está historicamente ligado à Liberdade do povo.

É um direito tão importante que, os fundadores dos EUA, o colocaram já na 2a Emenda da Constituição, logo após o direito à Liberdade de Expressão. Não é a toa que hoje em dia sejam os dois alvos principais da esquerda, atacam um sob o pretexto de estarem preocupados com vidas inocentes e o outro sob o pretexto de combater o discurso de ódio. Na verdade querem apenas combater a Liberdade do povo.

Vamos então aos principais argumentos da esquerda para tentar acabar com seu direito:

1. "O direito à legítima defesa já existe, não precisa de uma arma para se defender".

-O Direito à legítima defesa é natural ao ser humano, ele antecede e é maior do que qualquer Código Penal ou mesmo Constituição já escritos. A Legítima Defesa só pode ser exercida de forma eficaz, do contrário não é legítima defesa, é desespero.Uma arma de fogo, hoje em dia, é o meio mais eficaz para se exercer a legítima defesa, logo não existe o segundo sem acesso ao primeiro.

2. "O Brasileiro não está preparado para ter arma, é um povo estressado, violento etc."

- O Brasileiro já teve acesso à armas de fogo que eram vendidas inclusive em lojas de departamento. Até o começo dos anos 90 era comum comprar armas em Shoppings, e adivinha só? As taxas de homicídios eram 4 vezes menores que hoje. Ninguém saía duelando nas ruas ou abria lata de cerveja com um tiro. Como a esquerda quer nos fazer acreditar que aconteceria.

3. "Você pode comprar uma arma, é só preencher os requisitos"

- Mentira! O Governo Petista tentou banir as armas com o Referendo de 2005. Mas não contava que o povo iria votar por manter seu direito ao acesso às armas. O que o Governo fez então? Criou uma enxurrada de taxas e licenças com custos estratosféricos e que precisam ser renovados constantemente. Além disso, inventou um pré-requisito subjetivo, no qual o cidadão precisa COMPROVAR efetiva necessidade para possuir uma arma. Então um agente estatal julgará se você pode ter uma arma ou não. Uma ação completamente totalitária que somente um governo de esquerda poderia por em prática.

Isso teve duas consequências, elitizou o acesso às armas e marginalizou o cidadão honesto. Só pessoas muito ricas conseguem pagar pelo porte e/ou contratar seguranças armados, criou-se um direito que só quem pode pagar é que tem. Além disso, cidadãos mais humildes que tinham armas, não conseguiram pagar as renovações de licenças e foram jogados na marginalidade da noite pro dia.

Só os bandidos é que ficaram tranquilos, afinal, se ele está disposto a matar por causa de um celular, está pouco ligando se o seu porte é ilegal.

4. "Nos EUA, onde as armas são liberadas, ocorrem várias chacinas. Aqui irá ocorrer também".

Os EUA, com todos as suas armas e seus massacres, possuem taxa de homicídio SEIS vezes menor que a nossa. Os estados mais violentos nos EUA são justamente aqueles com maior restrição ao porte de armas e as cidades mais violentas são governadas pela esquerda.Todas as chacinas recentes, ocorreram nas chamadas "Zonas Livres de Armas", que são áreas onde se proíbe o acesso portando armas de fogo. Alvo fácil para os maníacos, que sabem que poderão atirar por muito tempo até encontrar resistência. O número de massacres explodiu depois que as "Zonas Livres de Armas foram criadas em 1990".

5. "Londres é desarmada e não é violenta"

- Londres é hoje em dia a capital mais violenta da Europa, a falta de armas não impediu os crimes e nem homicídios. Ataques com ácido no rosto de mulheres são comuns e ataques terroristas com facas e veículos também acontecem frequentemente. A Suiça, com sua população extremamente armada, vive tranquila.

6. "Armar a População não irá acabar com a violência."

Primeiro que ninguém fala em armar a população como se o Governo fosse distribuir armas na padaria. O que se fala é garantir ao direito à legítima defesa de quem quiser e se dispor a cumprir certos requisitos claros e objetivos.

Segundo, a arma é para legítima defesa, para se proteger da violência e não para acabar com ela. Você usa filtro solar para se proteger de queimaduras e não para acabar com o Verão.

Bandidos podem até se sentir desencorajados a cometer certos crimes pois não sabem se irão levar chumbo de um cidadão armado. Mas o combate à violência se faz com ações mais complexas, que podem ser aplicadas sem prejuízo do direito ao porte de armas.

O fato de o Governo Petista ter desrespeitado a vontade do povo no Referendo de 2005 e de TODOS os candidatos de esquerda desejarem limitar seu direito à legítima defesa, mostra o quanto esse pessoal é perigoso e deve ser expulso de posições de poder o quanto antes.

(Recomendo o livro Mentiram pra Mim Sobre o Desarmamento do Bene Barbosa e Preconceito Contra as Armas do John Lott Jr.)

Comentários