Moro é uma figura tão correta, que incluiu no pacote anticrime cláusula que o impede de ir para o STF

A mídia divulga que Bolsonaro estaria enfraquecendo Sérgio Moro ao declarar com tanta antecedência, a intenção de indicá-lo como ministro do Supremo Tribunal Federal (STF).

Algumas considerações:

1° Não é nenhuma surpresa essa indicação, então não estragou estratégia alguma e nem causou impacto.

2° Bolsonaro tem o poder de apenas indicar. Há uma sabatina no Senado com todos os indicados e sabendo que a maioria tem pavor do juiz Moro, a ponto de tirar o Coaf das mãos dele por receio das investigações financeiras, imaginem se seria fácil aprová-lo como ministro. Lógico que não!

3° No pacote anticrime apresentado por Moro, há uma cláusula que impede que uma pessoa que tenha ocupado um cargo no governo nos últimos 4 anos, seja indicado ao STF (assim como aconteceu com Alexandre de Moraes que era ministro da justiça de Temer e foi elevado ao cargo de ministro do STF).

Ou seja, o próprio juiz Sérgio Moro criou um gatilho no pacote para que ele seja aprovado, o que Bolsonaro fez foi apenas acioná-lo.

Ou aprovam o pacote, ou Moro concorre a vaga do STF.

Ele está disposto a abrir mão de 'seu' cargo no supremo para que o pacote passe.

Raquel Brugnera

Pós Graduando em Comunicação Eleitoral, Estratégia e Marketing Político - Universidade Estácio de Sá - RJ.

Comentários