Justiça suíça faz sua parte e impõe nova derrota a Cunha

Esperneando pra todo lado, o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), sofreu nova derrota perante a Justiça suíça.
Cunha impetrou recurso onde buscava anular o ato de cooperação que autorizou envio das provas de existência das contas secretas naquele país e torná-las inválidas perante a Justiça brasileira.
Se o pedido de Cunha tivesse sido acolhido, conforme os termos da cooperação entre os dois países, o Brasil seria obrigado a devolver todo o dossiê - mais de 5.000 páginas de extratos e documentos de abertura das contas do banco Julius Bär - e nenhum dado poderia ser usado como prova no inquérito.
A derrota de Cunha ocorreu no Tribunal Penal Federal, instância superior para julgamento de causas envolvendo cooperação internacional em matéria penal.
Já estão confirmadas a existência de quatro contas secretas no Julius Bär com US$ 2,4 francos suíços (R$ 9,6 milhões), controladas por Cunha e sua mulher, a jornalista Cláudia Cordeiro Cruz.


                               https://www.facebook.com/jornaldacidadeonline
Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal da Cidade Online. 

da Redação

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Política