O Ronco das Ruas - O Presidente do Brasil é Bolsonaro. Mas Quem Governa é o Povo!

O Presidente Bolsonaro publicou um texto na semana passada, pelo qual denuncia que há uma minoria instalada nas estruturas de poder no Brasil, que tornam o país ingovernável.

Nós sabemos quem são: partidos políticos, lideranças políticas envolvidas com gordos e lucrativos negócios públicos e com a corrupção; parcela dos ministros do Supremo Tribunal Federal; sistema financeiro que teve lucro líquido de 100 bilhões de reais em 2018; a grande imprensa financiada pelos governos com verbas de publicidade absurdas (as maiores do mundo); agentes públicos (parlamentares, burocratas e tecnocratas) que são os 20% dos beneficiários de 80% dos valores pagos pelo Estado brasileiro aos aposentados.

Gente que representa uma ínfima minoria que chantageia e que não quer perder as mamatas, que a todo custo está e irá seguir tentando impedir o Brasil de implantar as mudanças que foram escolhidas pela maioria da população brasileira.

Não querem a reforma da previdência. Não querem o COAF controlando o trafego do dinheiro que alimenta o tráfico de drogas e de armas. Não querem o endurecimento da corrupção. Não querem o controle dos gastos públicos.

Querem o Estado perdulário, paternal, sem controle e financiador das mordomias, das lagostas, dos vinhos, dos motoristas, copeiros, das mansões e dos jatinhos.

No Congresso a resistência é liderada por Rodrigo Maia, o chileno chinelão. Nos partidos, pelo ventríloquo do nada, o pai de todas as desgraças: Fernando Henrique Cardoso, que chegou a insinuar querer o impeachment do Presidente.

Todo com suporte editorial da Globo, Folha e Estadão. É o"foro de São Paulo" nos seus suspiros estertores lutando por oxigênio financeiro bombeado dos cofres públicos pelo poder que o sustentou até aqui.É uma guerra! Mas aos poucos, o Brasil está mudando.

É só olhar para trás e ver: quantos corruptos e corruptores presos; o quanto avançamos em criar novas lideranças com espírito público e ideal de servir; o quanto já isolamos grande parte desta quadrilha. Quantos já estão presos ou na iminência de sê-lo. Mas, apesar deste esforço, essa minoria segue atrevida e atuante. E resiste!

E é natural que tentem se proteger, pois estão na beira do abismo para serem varridos da nossa história.

O que não é natural e nem aceitável é que tenham o atrevimento de seguir manejando seus métodos sem a reação contundente da nação.

O caminho percorrido até aqui deu muito trabalho. Mas ainda há muito para fazer. Essa camarilha não vai largar o osso tão cedo, nem de forma fácil. Daí que precisamos seguir lutando. E muito! Eles precisam sentir o que a nação quer.

É por isso que precisamos mostrar os dentes e dizer: chega!

O Brasil precisa ganhar as praças enfeitar e ocupar as rua e avenidas. Democraticamente!

Quem não reagir vai perder a oportunidade que pode nunca mais voltar. E quem perder a oportunidade perde também a dignidade, o patriotismo, o senso cívico. Mas, sobretudo, seguirá sequestrado, sem o sagrado direito de reclamar!

O Brasil precisa sair de casa no próximo domingo, dia 26 de maio de 2019, para rugir nas ruas.

Saímos nós, ou seguem eles!

O Presidente é Jair Bolsonaro, mas quem governa o Brasil é o povo!

Faça sua opção!

Assista ao vídeo. CLIQUE AQUI:

Luiz Carlos Nemetz

Advogado.Vice-presidente e Chefe da Unidade de Representação em Santa Catarina na empresa Câmara Brasil-Rússia de Comércio, Indústria e Turismo e Sócio na empresa Nemetz & Kuhnen Advocacia.
@LCNemetz

Comentários