Parece óbvio que Lula e Bresser combinaram a revelação do namoro

O caso de Lula e Janja é bastante antigo, mas sempre esteve guardado a sete chaves. Ninguém no PT ousava comentar sobre o assunto.

Há quem diga que Janja substituiu Rose como a número 1 no coração do petista.

Outros dizem que é apenas mais um caso, entre tantos na trajetória sinuosa de Lula.

O fato é que Lula sempre teve uma vida desregrada, sempre gostou da ‘farra’, da cachaça e da esbórnia.

A revelação desse namoro é parte de uma estratégia, jurídica e política.

Bresser Pereira, conforme ele próprio afirmou, foi convidado a visitar o ex-presidente. E foi ele o escolhido para fazer a revelação. Por algum motivo entenderam que, por ele, a história teria um ar mais sério e um alcance maior.

E Bresser jamais daria publicidade ao fato, se fosse uma confidência. Não, não foi. Tratou-se de um pedido.

A intenção, entre outras coisas ainda indecifráveis, era dar um caráter mais humano ao meliante, mostrar que Lula é um homem capaz de amar.

Pura balela!

Lula, na realidade, vegeta movido pelo ódio e pelo desejo de vingança daqueles que lhe impuseram a lei.

O jornalismo em que você confia depende de você. Colabore com a independência do Jornal da Cidade Online doando qualquer valor. Acesse: apoia.se/jornaldacidadeonline

Comentários