Deputado do PCdoB defende regulamentação de redes sociais para combater fake news

Na última terça-feira (21), ocorreu na Câmara dos Deputados a 13ª Conferência Legislativa sobre Liberdade de Expressão, promovido pela Instituto Palavra Aberta e pela Associação Nacional de Jornais.

O deputado Orlando Silva (PCdoB-SP) e também Secretário de Participação Social, Interação e Mídias Digitais da Câmara, aproveitou a ocasião para defender a regulação das plataformas digitais com o fim de combater conteúdos impróprios e fake news na internet.

"É necessário para garantir a privacidade das pessoas, a portabilidade das informações, para impedir conteúdos impróprios na internet que repercutem na integridade dos processos eleitorais e na democracia. Como todos esses objetivos, é necessário que haja uma regulação. É complicada essa regulação porque o pressuposto é a liberdade." - declarou Orlando baseando-se em medidas tomadas em países da Europa.

Em contrapartida aos argumentos em defesa do fortalecimento do jornalismo profissional como antídoto para o atual cenário de desinformação, o deputado federal mais votado do Rio Grande do Sul, Marcel Van Hattem (NOVO), destacou que segundo uma pesquisa do instituto Datafolha do ano passado, 37% dos brasileiros não confiam na imprensa. Para recuperar a credibilidade, o parlamentar defende mais responsabilidade por parte dos veículos, vide as escandalosas fake news propagadas pelo "jornalismo profissional".

Sobre a regulação das mídias digitais como alternativa para punir produtores de fake news, a presidente executiva do Instituto Palavra Aberta, Patrícia Blanco, defendeu que esta não é a melhor medida a ser tomada, uma vez que acabaria atingindo a própria liberdade de imprensa e de expressão do indivíduo.

da Redação

Comentários