Cai definitivamente a máscara de Kim, o garoto ensandecido pelo poder

Depois da recusa do Movimento Brasil Livre (MBL) de participar das manifestações de domingo, o deputado federal Kim Kataguiri, o líder mais destacado do grupo, deixou cair definitivamente a sua máscara e a sua sanha incontida pelo poder.

Kim já não esconde sua parceria e suas intenções ‘golpistas’ em aliança com o Centrão e Rodrigo Maia e, certamente, com o apoio do próprio PT.

É impressionante!

Veja o que ele declarou sobre as possibilidades do governo Bolsonaro acertar o rumo:

“Acho difícil. Acho que passou do ponto de tensão. Ou a gente tem um parlamentarismo branco em que o presidente vira uma rainha da Inglaterra ou a gente passa por um processo de impeachment dependendo da votação do crédito suplementar.”

Questionado sobre a forma como o MBL age, Kim disse o seguinte:

“O que a gente faz tem método.”

Sem dúvida, pena que tenham optado presentemente pela metodologia que vai contra a vontade popular, a mais pura canalhice.

Fonte: Revista Crusoé

da Redação

Comentários