Greve de caminhoneiros ganha adesão em todo o país

Desde este domingo (8) os caminhoneiros se mobilizam em todo o Brasil, parando os seus caminhões, pedindo a renúncia da presidente Dilma Roussef. Ainda não se tem uma dimensão exata do tamanho do movimento e do número de adesões, mas é certo que está em franco crescimento, chamando a atenção da população e causando extrema preocupação ao governo.
Trechos de várias estradas do país estão bloqueados, segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF). 
Os atos de maior expressão acontecem principalmente nos estados de Minas Gerais, Paraná, Rio Grande do Sul e Santa Catarina.
Em algumas regiões, os manifestantes estacionam no acostamento ou no canto direito da pista, prejudicando o tráfego. No Paraná, os caminhoneiros bloqueiam totalmente trechos da BR-277 e BR-376. Já no Rio Grande do Sul, eles permitem a passagem de veículos leves e caminhões com cargas perecíveis. Os outros são abordados e convidados para aderir à paralisação. Em SC, motoristas são convidados a se juntarem ao movimento.
O grupo de caminhoneiros que participa das manifestações foi convocado pelo Comando Nacional do Transporte. Os manifestantes são autônomos e se declaram independente de sindicatos. 
A Confederação Nacional dos Transportes Autônomos afirmou, em nota, que não concorda com a mobilização, já que a pauta não tem relação com os problemas específicos da categoria. A União Nacional dos Caminhoneiros também informou que discorda dos bloqueios.


                                 https://www.facebook.com/jornaldacidadeonline
Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal da Cidade Online. 

da Redação

Siga-nos no Twitter!

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Economia